Please use this identifier to cite or link to this item: https://rigeo.sgb.gov.br/handle/doc/1167
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCARDOSO, Albert Teixeira
dc.date.accessioned2014-03-19T18:52:56Z
dc.date.available2014-03-19T18:52:56Z
dc.date.issued2014
dc.identifier.citationCARDOSO, Albert Teixeira. Estudo hidrossedimentológico em três bacias embutidas no município de Rio Negrinho, SC. Orientador: Masato Kobiyama. Florianópolis, 2013. 101 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental)-Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.pt_BR
dc.identifier.urihttps://rigeo.sgb.gov.br/handle/doc/1167
dc.descriptionDissertação Mestrado em Engenharia Ambiental
dc.description.abstractOs processos de desagregação, transporte e deposição dos sedimentos são responsáveis por uma série de impactos ao ambiente. Esses processos são acentuados pela atividade humana. A maior parte do sedimento é transportada em suspensão nos rios, principalmente durante eventos de chuva. O objetivo deste estudo é analisar as relações entre chuva, vazão e sedimentos em suspensão na Bacia Hidrográfica do Rio dos Bugres (RB01 64,41 km²) e em duas bacias embutidas nesta (RB10 11,45 km² e RB11 6,95 km²). Como provável reservatório auxiliar do município, essa bacia foi decretada como área de proteção ambiental e, por esse fato, possui restrições no uso do solo. O monitoramento hidrossedimentológico foi realizado no exutório das bacias e conta com sensores de nível e de turbidez. As séries de turbidez e nível foram convertidas em vazão e concentração de sedimentos em suspensão (CSS) através da curva-chave de vazão e da relação entre turbidez e CSS. Verificou-se que os meses com maior produção de sedimentos em suspensão (PSS) foram junho e julho. Esses meses apresentaram maior vazão e precipitação. As séries monitoradas nas bacias foram separadas em eventos e, para cada evento, foram calculadas variáveis que pudessem ter relação com a PSS. As análises por meio do coeficiente de correlação de Pearson demonstraram que a vazão máxima (Qme) foi a variável que apresentou correlação mais significativa com PSS. Com base nas análises de correlação foram selecionadas as variáveis Qme e precipitação total do evento (Pte) para entrada nos modelos de regressão. Os modelos criados foram significativos e apresentaram coeficientes de determinação com valores entre 0,81 e 0,94. Comparando apenas as variáveis PSS e Qme por evento, observou-se que, o coeficiente de regressão angular (β) aumentou da bacia menor (RB11) para a maior (RB01). Assim, uma mudança unitária na Qme é mais significativa na bacia maior que nas bacias menores. Os coeficientes de determinação, R² ajustados, da relação PSS e Qme foram 0,94, 0,89 e 0,80 para RB01, RB10 e RB11, respectivamente. Isso indica uma relação significativa existente entre essas variáveis, confirmando a Qme como uma boa indicadora da PSS em pequenas bacias
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectENGENHARIA AMBIENTAL
dc.subjectHIDROSSEDIMENTOLOGIA
dc.subjectTURBIDEZ
dc.subjectSEDIMENTOS EM SUSPENSÃO
dc.subjectBRASIL
dc.subjectSANTA CATARINA
dc.titleEstudo hidrossedimentológico em três bacias embutidas no município de Rio Negrinho, SCpt_BR
dc.typeDissertationpt_BR
dc.localFlorianópolis
Appears in Collections:Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
diss_albert_cardoso.pdfproducao cientifica2,02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.